A VIDA NO ORIGINAL

Ah! Se eu pudesse corrigir o passado

e passar a vida a limpo…

Mas, não é assim…

A vida é sempre escrita no rascunho.

Mesmo quando repito,

é como se fosse a primeira vez que faço.

Continuamos a viver imperfeições,

apesar de sempre tentarmos fazer o melhor.

 

Ah! Se eu pudesse antever as possibilidades

e, só então, tomar as decisões…

Mas, não é assim…

O futuro é inédito.

Mesmo quando planejamos,

a vida prefere fazer do seu jeito.

Somos presenteados pela vida com aventuras

e a aventura é algo novo, imprevisível.

 

Ah! Se eu pudesse amar as pessoas certas,

nas épocas apropriadas…

Mas, não é assim…

O sentimento é indomável.

Mesmo quando o coração está avisado,

acaba se apaixonando sem critérios.

Somos pensados por um corpo imprudente,

que escolhe, por nós, pessoas e tempos para amar.

 

Ah! Se eu pudesse calar o desejo

e negar o prazer que sinto…

Mas, não é assim…

O corpo tem sua força vital.

Mesmo quando resistimos,

somos vencidos pela emoção.

Somos vítimas do amor que nasce em nós;

porém, não fosse assim, talvez nem vivos estivéssemos.

Do livro MOMENTOS, pág. 71/72

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.