TEXTOS DE VIDAS

Histórias gravadas em neurônios.

 

A equipe de neurônios – o cérebro –

armazena e administra informações.

 

Se estiver bem configurada,

a mente seleciona conhecimentos,

arquiva o que possa ser útil e

descarta dados provisórios, fracos,

efêmeros, inócuos ou imprestáveis.

 

O conjunto de repertórios individuais

– compostos de dados escolhidos

por cada um dos pensantes –

forma a consciência coletiva,

a história da comunidade.

 

Os livros particulares e os públicos

podem ser lidos por quem se interessar;

mexeriqueiros, indiferentes e alienados

utilizam a biblioteca universal

segundo critérios convenientes.

 

Os dias – páginas das vidas – revelam

monotonias, inconstâncias e surpresas;

nem sempre as frases e os parágrafos

obedecem às especificações

dos títulos e dos sumários dos livros.

 

Cada notícia, mudança ou invenção

registrados nos livros vitais,

– parágrafos históricos pessoais,

páginas ou capítulos nacionais –

podem ser lidos como verdades,

engodos encobertos, mentiras;

ou podem ser só trechos a deletar.

 

A cada linha, a cada parágrafo,

as surpresas podem inverter

visões de mundo, expectativas,

crenças e filosofias de vida.

 

As leituras podem encontrar

continuidade coerente

com o que foi anunciado

ou rupturas, descontinuidades

e, até mesmo, contradições.

 

Ler os livros vitais pode ser exercício

enfadonho, revelador ou assustador;

o conteúdo das páginas seguintes

sempre será uma incógnita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.