NASCIMENTO DE JÃO

Então, nasceu Jão! Parabéns!

Acredito que, por você ser essa pessoa curiosa e que sempre quer ir buscar a raiz dos problemas ou das alegrias, das situações, é que aconteceu esse romance com fundo histórico.

Nem imagino quantas horas, dias, meses, você precisou se dedicar para ter todas essas informações de épocas passadas, com detalhes de lugares, pessoas, sociedade, costumes, valores…

Quantas pessoas você questionou para obter informações, como por exemplo, as várias profissões e trabalhos realizados naquela época: fabricação de balaios, palhoças, casas de barro, tijolos e telhas de barro, melado, garapa, cachaça, açúcar e como cortar as pedras; muito interessante?

O resultado está aí, um livro que relata não só um romance de amor, mas a colonização de nossa região, com todo o sofrimento dos menos favorecidos, que muito lutaram e penaram para ter um lugar onde morar e um trabalho digno para se sustentarem… E como sempre – e que infelizmente ainda não mudou – barbaridades, prepotências, injustiças dos poderosos que  exploram e humilham os que sustentam suas mordomias.

Parabenizo e admiro você, Mario, por ter toda essa paciência e curiosidade com suas pesquisas e detalhar  essas informações de uma forma que me senti lá, naquela época e no ambiente vivido pelos personagens.

Só você mesmo!

Maria Elisabeth Ghisi.

Anúncios